Notícias

Documento que institui Referencial Curricular Gaúcho é entregue às entidades educacionais

O Conselho Estadual de Educação (Ceed) e a União Nacional dos Conselhos Municipais de Educação no RS (Uncme-RS) entregaram, na manhã desta terça-feira (18), à Secretaria Estadual de Educação (Seduc) e à União Nacional dos Dirigentes Municipais da Educação (Undime), o documento oficial que institui o Referencial Curricular Gaúcho. O encontro, ocorrido na sede do Ceed, no Centro Administrativo Fernando Ferrari (Caff), divulgou a resolução n° 345 que estabelece e orienta as escolas estaduais, municipais e privadas, de Educação Infantil e Ensino Fundamental, sobre os procedimentos para implementação da diretriz curricular que irá funcionar de forma complementar à nova Base Nacional Comum Curricular (BNCC) a partir de 2019.

O secretário estadual de Educação, Ronald Krummenauer, destacou envolvimento dos mais de 120 mil educadores na construção do Referencial Curricular Gaúcho e a importância do regime de colaboração. “Quero dizer que eu me sinto muito gratificado por ter contribuído para o desenvolvimento desta política pública que irá modernizar o currículo, qualificar o modelo pedagógico das escolas e atender melhor os estudantes”, explicou.

Para o presidente da União dos Dirigentes Municipais de Educação do Rio Grande do Sul (Undime/RS), Marcelo Malmann, o ano de 2019 será fundamental para implementação do novo currículo. “ A partir deste momento temos uma grande caminhada pela frente. Este trabalho, realizado de forma conjunta, é uma grande conquista para a educação”, destacou.

A coordenadora estadual da União Nacional dos Conselhos Municipais de Educação no Rio Grande do Sul (Uncme-RS), Fabiane Bitello, salientou que o trabalho de implementação do Referencial e da nova BNCC ainda não chegou às salas de aula. “Até o momento, todos os professores tiveram uma noção dos elementos a serem trabalhados, mas esse processo ainda não chegou lá na ponta. É preciso fazer este movimento e ter a consciência que estamos apenas no início”, afirmou.

A presidente do Conselho Estadual de Educação (CEEd), Sônia Veríssimo, agradeceu aos demais conselheiros pelo trabalho desenvolvido e falou a respeito das mudanças que vão ocorrer nas escolas. “Este é um momento histórico para nossa educação. A partir deste momento, cada instituição de ensino irá elaborar o seu projeto pedagógico com base no Referencial Curricular Gaúcho”, refletiu.

Presenças

O ato oficial, realizado na manhã desta terça-feira (18), ainda contou com a presença das seguintes autoridades: a secretária-adjunta estadual da Educação, Iara Wortmann; a diretora do Departamento Pedagógico, Sônia Rosa; a coordenadora estadual da BNCC pela Undime/RS, Marléa Ramos Alves;  o coordenador da Comissão de Educação e Cultura da Famurs, Itamar Baptista Chagas; a Presidente da UNCMERS Fabiane Bittelo Pedro e o Vice-Presidente do SINEPE Osvino Toillier.

Homenagem do Ministério da Educação (MEC)

Na última quarta-feira (12), no Ministério da Educação (MEC), o Rio Grande do Sul, assim como os demais Estados, foi homenageado pelo seu trabalho no desenvolvimento do Referencial Curricular Gaúcho e pela implementação das diretrizes da nova Base Nacional Comum Curricular (BNCC).

Na ocasião, a equipe gaúcha foi representada pela Sônia Rosa, diretora do Departamento Pedagógico e coordenadora estadual da BNCC pela Seduc; e por Marléa Ramos Alves, coordenadora estadual da BNCC pela Undime/RS.

As duas, entregaram, na tarde desta terça-feira (18), na Seduc, a premiação ao secretário estadual de Educação, Ronald Krummenauer, e ao presidente da Undime/RS, Marcelo Malmann.

Sobre a BNCC

A Base Nacional Comum Curricular (BNCC) foi homologada em 20 de dezembro de 2017 para a Educação Infantil e o Ensino Fundamental. A BNCC serve como referência para a construção e adaptação dos currículos de todas as redes de ensino do país. As redes e escolas seguem com autonomia para elaborar, por meio do currículo, metodologias de ensino, abordagens pedagógicas e avaliações, incluindo elementos da diversidade local e apontando como os temas e disciplinas se relacionam. A BNCC e os currículos têm, portanto, papeis complementares: a Base dá o rumo da educação, mostrando aonde se quer chegar, enquanto os currículos traçam os caminhos

Referencial Curricular Gaúcho

Com o objetivo de criar uma base comum curricular integrada entre as redes municipal, estadual e privada, a Secretaria Estadual de Educação (Seduc), por meio do Departamento Pedagógico, buscou junto à União Nacional dos Dirigentes Municipais da Educação (Undime) e o Sindicato do Ensino Privado no Rio Grande do Sul (Sinepe/RS), a criação do Referencial Curricular Gaúcho. O novo projeto, que já começa a ser implantado em 2019, visa agregar temáticas regionais como história, cultura e diversidade étnico-racial, de forma complementar à Base Nacional Comum Curricular (BNCC)

Fonte: SEDUC/RS

Compartilhe esta notícia